Resenha: Toma - me

 Toma-me conta a história de Mia e Connor. Bem, Mia perdeu tudo o que tinha -sem pais, família, dinheiro, casa, etc –  e foi morar na rua. Connor é um executivo de sucesso, rico e bonito – mas o que tem de bonito tem de arrogante, Deus me livre!

 

A vida dos dois se cruza quando Mia vai pedir que Connor lhe deixe as sobras de sua comida no restaurante, pois a mesma estava com muita fome. Arrogante que só, o protagonista, acaba tratando a personagem de forma rude o que a faz sair do restaurante rapidamente.

 

Porém, depois de levar um puxão de orelha de seu amigo, Connor vai atrás de Mia para pedir desculpas e acaba salvando ela de sofrer um abuso. Com remorso – ou não – ele a leva para casa e lhe oferece um emprego de governanta. A partir daí a história se desenrola entre muitos desentendimentos e sentimentos.

 

Como eu sou “diferentona”, comecei a leitura da duologia pelo segundo livro “Eu Amo Meu Chefe” e confesso que gostei mais dele. Os personagens me cativaram mais – creio que seja pelo fato de o protagonista não ser o Connor.

 

Bem, eu já havia lido esse livro no Wattpad – se não me engano – e reli recentemente em parceria com a Editora Sonho de Livro. Confesso que vi a história com um olhar completamente diferente do que da primeira vez. Me atentei a  detalhes que passaram totalmente despercebidos na primeira leitura.

 

Eu gostei bastante da protagonista. Ela se mostrou uma mulher forte, que luta por seus sonhos  e que não abaixa a cabeça para qualquer um. Me apeguei bastante a Mia, sua força de vontade me conquistou de cara. Foi impossível não ficar feliz quando a vida começou a sorrir novamente pra ela!

 

Já não posso dizer o mesmo de Connor. Sério! Tiveram vezes que eu quis entrar no livro e falar poucas e boas pra ele. Eu o achei bastante babaca, chato e sem coração, algumas atitudes dele me irritaram ao extremo e acabei pegando um certo “ranço” do personagem.

 

A narrativa se alterna entre o ponto de vista de Mia e de Connor – com algumas participações de personagens secundários – , logo o livro é narrado em primeira pessoa. A escrita da autora é envolvente e nos faz sentir na pele tudo que os personagens estão passando.

 

E, apesar de não gostar muito de capa com o rosto dos personagens, eu gostei da capa desse livro – não me pergunte o porquê, mas ela chamou minha atenção. A diagramação do livro também não deixa a desejar e eu não encontrei nenhum erro ortográfico durante a leitura  (<3   ) – o que me deixou muuuuuito feliz.

 

Se você gosta de romance com uma pitada de drama e ação, eu recomendo a leitura de Toma-me. A linguagem é simples e fácil de entender, o que torna a leitura fluida e rápida.

 

Conheça o blog: https://stelivros.wordpress.com

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Resenha: Eu amo meu chefe

August 2, 2017

1/4
Please reload

Posts Recentes

September 28, 2017

September 11, 2017

August 24, 2017

Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
Institucional
©2020 por Editora Sonho de Livro.
Contato
WhatsApp:
(37) 9 9125-1495
Social